Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

“A mudança não tem a ver com a Operação Lares”, diz governador sobre saída de Jamyl da Sehab

O governador Tião Viana (PT) afirmou à imprensa durante entrevista coletiva concedida na manhã desta terça-feira (24), no gabinete civil, que a mudança no secretariado não teve qualquer relação com os escândalos de vendas de casas populares que resultaram na Operação Lares.
A reforma administrativa levou o deputado estadual Lourival Marques a se licenciar do cargo para ocupar a Secretaria de Extensão Agroflorestal e Agricultura Familiar (Seaprof). No seu lugar, assume o secretário de Habitação, Jamyl Asfury, primeiro suplente da Frente Popular.
De acordo com Tião Viana, a mudança tem apenas a ver apenas com o interesse de estruturar o setor produtivo.
“Convidei o Lourival Marques pela experiência que ele tem. Desejamos fazer significativos investimentos no setor. Lourival aceitou o convite e consequentemente irá assumir o suplente, Jamyl Asfury. As mudanças não têm absolutamente nada a ver com a Operação Lares”, lembrou.
A respeito da operação desencadeada depois de uma série de denúncias de venda de casas populares, Tião Viana afirmou que acredita no trabalho desenvolvido pela polícia e que Jamyl Asfury sempre se mostrou honesto.
“O secretário [Jamyl] conduziu tudo com honestidade . E sobre as denúncias de irregularidades, nós acreditamos no trabalho feito pela polícia e Ministério Público”, encerrou.