Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Mensagem do whatsapp com ameaças a secretários é disparada de celular de Sebastião

O governador Sebastião Viana ficou irritado com parte do primeiro escalão de seu governo que não participou, na noite desta quarta-feira, 09, de um evento da militância petista, no Teatro Plácido de Castro, que tinha como palestrante o ex-ministro Gilberto Carvalho, importante nome do estrelato petista nacional.

A irritação do chefe do Palácio Rio Branco foi por causa da ausência de “figurões” no evento. Através de um grupo de secretários de Estado no WhatsApp, Viana teria ameaçado os gestores ausentes nas atividades políticas da Frente Popular e se mostrou decepcionado com seus subordinados.

O texto, atribuído a Viana, vazou através do grupo de WhatsApp da Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres (SEPMulheres) e foi encaminhada pela chefe da pasta, a militante do PT Concita Maia, para seus “subalternos” na secretaria, em tom de ameaça.

Na mensagem, Viana teria dito que “ficou desapontado com os que não foram e não pediram aos amigos que fossem. Pelo que somos o mínimo que eu esperava seriam mil pessoas”.

Em outro trecho da fala, o governador teria acrescentando: “sei quantos foram convidados a trabalhar pelo Acre e ter como regra fundamental unir governo e política. Não acho honesto estar no governo, em função de confiança por outra razão. Portanto quem não entendeu isso até aqui, manifeste-se, ou peça demissão. Na próxima, eu não aguardarei pedido, mas, sim, demNa palestra, Gilberto Carvalho falou sobre o papel da esquerda brasileira no atual contexto, disse que as manifestações contra o PT são aceitáveis, mas reclamou da forma como a Operação Lava Jato vem sendo conduzida, principalmente ao tratar do mandado coercitivo contra o ex-presidente Lula, na sexta-feira passada, em São Paulo, quando o petista foi obrigado a depor à Polícia Federal. Ele também reclamou da ação do Ministério Público de São Paulo contra o petista.itirei”, completa.
A CONFISSÃO DE MARCIA REGINA

Procurada pela reportagem, a assessoria do governador intermediou um telefonema da Casa Civil à redação do ac24horas. A chefe da Casa Civil, Marcia Regina, foi escalada para esclarecer  a história.

Considerada a “Dama de Ferro” do governo,  Marcia confirmou que a mensagem partiu mesmo do celular do governador, mas que quem teria sido responsável pela confecção do texto e envio para um grupo de secretários no whatsapp teria sido ela mesma e não o governador.

“De fato foi feita uma postagem no celular do governador , mas não foi ele que postou.  Fui eu que fiz a postagem. De vez em quando eu pego o celular dele faço postagem para equipe e ontem depois do evento, ele [o governador] comentou que  o público estava bom, mas que ele tinha uma expectativa maior.  Então, conversando com ele, pedi para fazer uma postagem e ele autorizou. Eu postei, peguei pesado mesmo”, disse Marcia Regina.

Tentando isentar Sebastião, a chefe da Casa Civil revelou que o governador não tinha ciência do teor da mensagem.  “O governador é uma pessoa muita ocupada e quando ele diz reforça isso ou aquilo com a equipe, então eu faço postagens por ele. É muito comum eu fazer isso do celular dele. Faço isso em eventos, em reuniões e determinados assuntos que a gente precisa se aprofundar mais em relação a gestão do Estado. E como o assunto político está em evidência, eu tenho as minhas opiniões, e acabei postando aquela mensagem que reflete o meu pensamento”, disse Regina, destacando a “importância de esclarecer” a história para não atribuírem culpa ao governador.


No final da conversa, Marcia disse que fez a postagem do celular do governador “por ele ter um peso diferente, maior nas ordens”.