Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

De virada e com gol de artilheiro, Galvez supera Vasco-AC e vence a 3ª

O Vasco-AC chegou a sair na frente, mas o Galvez pressionou, mostrou força e venceu por 2 a 1, de virada, neste domingo (6), na Arena da Floresta, em Rio Branco, pela terceira rodada do Campeonato Acreano. Os gols da vitória do Imperador foram marcados pelo meia Careca e pelo artilheiro do estadual, Tonho Cabañas, que chegou ao quarto na competição.
QUEM SERÁ CAMPEÃO ACREANO?
O time militar subiu para nove pontos, com três vitórias, na cola dos líderes Rio Branco e Atlético-AC. O Cruz-Maltino continua com um ponto, sem vencer no estadual.
Veja como foi o Tempo Real da partida
Em busca de mais um triunfo, o Imperador pega o time da Amax no próximo sábado (12), às 16h (local), no estádio Álvaro Felício Abrahão, em Xapuri, a 188km de Rio Branco. No dia seguinte, às 18h (local), o Vasco-AC joga contra o líder Rio Branco-AC na Arena da Floresta, na capital acreana.
Imperador apático, Vasco ousado
Faltou futebol para o Galvez e sobrou ousadia para o Vasco-AC no primeiro tempo da partida. Mais perigoso, o Cruz-Maltino teve a melhor chance nos pés do atacante Daniego, aos 22 minutos. Carnaúba cobrou falta com perfeição, o goleiro Máximo realizou grande defesa e, no rebote, Daniego isolou.
Com jogadas confusas no setor ofensivo, o Imperador só chegou perto do gol aos 39. Após cruzamento na área em cobrança de falta, Wilson cabeceou livre e o goleiro vascaíno André segurou firme com as mãos.
A segunda etapa mal começou e o Vasco já abriu o placar. Com menos de um minuto, Weverton tentou passar pelo lateral Antônio Marcos e o jogador do Galvez colocou a mão na bola dentro da área. O árbitro Josimar Almeida confirmou a penalidade. Daniego cobrou e colocou no lado direito do goleiro Máximo, abrindo o marcador para o time da Fazendinha.
Virada imperial

A equipe militar reagiu. Aos 27, quase o Galvez empatou. Remerson, que acabara de entrar, arriscou de longe pela esquerda e a bola explodiu no travessão do gol defendido por André. Aos 31, o empate. Com a pressão, Careca garantiu a igualdade, de cabeça, em cruzamento de escanteio. Quatro minutos depois, também de cabeça, Tonho Cabañas, artilheiro do estadual com quatro gols, confirmou a virada imperial.