Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Vice-prefeito de Acrelândia diz que “Cameli quer ganhar crédito em cima do trabalho dos outros”

O tempo fechou lá pelas bandas de Acrelândia, depois que o senador Gladson Cameli (PP) anunciou que o recurso de R$ 1 milhão para construção do Parque da Vaquejada, projeto lançado nesta semana, é fruto de um esforço seu junto ao Ministério da Defesa para apadrinhar uma emenda parlamentar da ex-deputada federal Antônia Lúcia (PSC). O vice-prefeito de Acrelândia, Donizete de Melo (PR), que estava ocupando o cargo de prefeito do município, quando Jonas Dales (PT) foi afastado, afirma que “Gladson Cameli quer ganhar crédito encima do trabalho dos outros”. Para Donizete, o dinheiro foi liberado após uma reunião agendada pelo PR e a ex-deputada Antônia Lúcia, com o ministro Berzoini.

“Quando eu assumi o mandato de prefeito por 60 dias, procurei a ex-deputada Antônia Lúcia, para saber como ela poderia interceder para liberar o dinheiro para construção do Parque da Vaquejada, já que a emenda era de sua autoria. Prontamente, ela que estava trabalhando na organização do PR disse que entraria em contato com a executiva nacional para agendar uma reunião no ministério e tratar da questão. Tenho a foto da audiência com o ministro Berzoini, que se comprometeu em liberar o recurso que estava no orçamento, porque Antônia Lúcia tinha encaminhado toda documentação. Portanto, não foi o senador Gladson quem trabalhou e lutou pelos recursos”, diz Donizete.

A ex-deputada Antônia Lúcia também dispara contra Cameli. “Tenho o documento que comprova que na época da liberação, o senador estava fora do Brasil. Também tem o problema de ele ter tido dois mandatos de deputado federal e nunca liberou nada para Acrelândia ou indicou. Ele tem um ano de senador eleito e nada fez por Acrelândia, com o primeiro ano de suas emendas, ou seja, dois mandatos de federal e o primeiro ano no Senado, ele nunca deu uma moeda, nem um centavo para Acrelândia. Sem falar os mais de R$ 1,5 milhão da Praça da Juventude que estou trabalhando para liberar, mas as medições não conferem, atrasando o início da construção”, ressalta Antônia Lúcia.

Por BLOG DO RAY