Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Processo seletivo UNIP-Acrelândia

Processo seletivo UNIP-Acrelândia
,

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

“Sobre a gestão do Jamyl Asfury, posso garantir, não pairam dúvidas”, diz o prefeito de Rio Branco

O prefeito de Rio Branco, Marcus Viana (PT) se pronunciou na tarde desta sexta-feira (5) sobre a polêmica de supostos favorecimentos de pessoas que foram sorteadas em casas distribuídas pelo governo do Acre, que vem sendo investigado pela Polícia Civil há alguns meses. O prefeito disse que “acredito na idoneidade do secretário de habitação e interesse social”. O gestor municipal condena os boatos maldosos que circulam sobre Jamyl Asfury.

“Conheço o Jamyl Asfury e sei da sua capacidade técnica para dirigir a secretaria de habitação e gostaria de dizer para vocês [jornalistas] que tem muita gente fazendo comentários maldosos sobre a sua pessoa. Sobre a gestão do Jamyl, posso garantir, não pairam nenhuma dúvida. Prova disso é que foi ele quem pediu investigação da polícia para desarticular uma possível quadrilha que está agindo na Secretaria de Habitação do Estado”, disse.

A ex-deputado Jamyl Asfury divulgou nota no final da tarde desta sexta-feira, esclarecendo que as acusações que alguns dos envolvidos no esquema estariam fazendo não teriam nenhum fundamento, já que a denúncia e o pedido de investigação foram apresentados por ele. Asfury destaca que estaria disposto a is até as últimas consequências para que os acusados possam ser julgados e condenados. Abaixo, a íntegra da nota do secretário de habitação:

SECRETARIA DE ESTADO DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL – SEHAB

Nota de Esclarecimento

Diante das severas acusações difamatórias e infundadas, veiculadas por meio de um Portal de Noticias deste Estado, venho a público esclarecer que não coaduno com nenhum tipo de ação ilícita, e que estou disposto a ir até as últimas consequências para que pessoas acusadas de fraude possam ser julgadas e condenadas.

Vale ressaltar, que fui eu, como gestor da SEHAB, que dei inicio às investigações que buscam encontrar pessoas que estariam tentando comprar e vender casas de programa habitacional.

Hoje estas investigações estão sob a responsabilidade da Policia Civil e Ministério Público, que inclusive, estão fazendo um belo trabalho.

Sem entrar no mérito, sou ainda da opinião que todos os nomes envolvidos sejam divulgados, para que tenhamos toda a transparência necessária, mas respeito e compreendo a decisão de se ter uma investigação sigilosa.

Faço essa declaração pra que fique claro o meu compromisso com a verdade e a ética pública, que são comprovados com minha historia de vida e referendadas através das áreas que já atuei, desde sindicalista e policial federal, até a função que hoje ocupo, Secretário de Habitação e de Interesse Social do Estado Acre.

Percebo que as referidas acusações a mim dirigidas, são recheadas de ódio e de medo de que a verdade venha a tona.

Alegar favorecimento a cabos eleitorais é absurda e imoral. Tive 5.529 votos, o que representa próximo de 2% dos votos válidos. Desta forma, como já foram entregues mais de 12.000 unidades habitacionais, não é de se espantar que alguém que tenha votado em mim seja morador de uma dessas casas. Agora, se a aquisição foi por meio ilegal, tem que sofrer o rigor da lei.

Fiz um compromisso diante da minha familia, de meus amigos e de todos os acreanos, que daria o meu melhor, no combate incondicional a corrupção, para que com isso, déssemos oportunidade às famílias que mais precisam, de terem uma vida melhor e mais digna.

Seguirei nesse caminho até o final. Doa a quem doer.

Quem tiver cometido algum ilícito tem que pagar, independente da posição que ocupe, quer seja servidor ou cidadão comum, pois tanto eu como o Governador Tião, somos intolerantes contra qualquer ato criminoso.

Não posso admitir que as pessoas que hoje estão sendo investigadas, inclusive com fortes indícios de crime, possam agora se tornar acusadores de um homem que tem uma história pública sem mácula.

Peço a todos meus amigos e familiares um pouco de paciência, pois ao final nos orgulharemos de ter começado algo que hoje já se tornou história, acabar com a imagem pejorativa do “benefício pessoal” a qualquer custo, dentro de programas habitacionais no Acre.

Nunca imaginei que esta luta seria fácil, mas tenho convicção que valerá a pena.

Coloco-me à disposição da sociedade, da justiça e da imprensa para qualquer esclarecimento e apoio.

Jamyl Asfury

Secretário de Estado de Habitação de Interesse Social
fonte Ac24horas