Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Um homem e um cachorro são mortos a tiros

Gilson Vieira de Souza Oliveira, de 32 anos, mais conhecido por “Gilsinho”,foi morto a tiros junto com o cachorro dele.

A manhã desta quarta-feira (06) foi agitada na área policial do município de Brasiléia, cidade que faz fronteira com a Bolívia e fica distante de Rio Branco, cerca de 250 quilômetros.
Por volta do meio dia a polícia militar foi acionada por moradores do bairro Leonardo Barbosa informando que um homem e um cachorro teriam sido mortos a tiros.
Quando a primeira guarnição chegou ao local encontrou os corpos das vítimas. Na área da casa o corpo de um cachorro, morto a tiros, na sala estava o corpo do ex presidiário Gilson Vieira de Souza Oliveira, de 32 anos, mais conhecido por “Gilsinho”, também morto a tiros.

homicidio- homicidio-2 homicidio-3 homicidio-4 homicidio-5 homicidio-6
Segundo o que a polícia conseguiu apurar, “Gilsinho” estava em casa quando uma pessoa supostamente um menor de idade chegou armado e atirou três vezes na vítima que foi atingida na região do abdome e peito tendo morte instantânea.
O cachorro da vítima ao perceber o ataque contra o dono tentou investir contra o criminoso e também foi alvejado a tiros morrendo na varanda da casa.
Segundo o que a polícia conseguiu apurar. A vítima estaria em um bar consumindo bebida alcoólica quando se desentendeu-se com uma pessoa e iniciou uma discussão.
Como o motivo da discussão era banal, Gilson decidiu voltar para casa e dormir. Após tomar banho e quando se preparava para entrar no quarto o criminoso chegou já invadindo a casa e atirando.
A polícia suspeita que o autor das mortes do homem e do cachorro seja um adolescente que teria discutido com a vítima momentos antes no bar.