Geral

[Geral][bleft]

Promoção

Promoção
,

Política

[Política][bsummary]

Processo seletivo UNIP-Acrelândia

Processo seletivo UNIP-Acrelândia
,

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Sete mil imóveis rurais ainda devem fazer o Cadastro Ambiental Rural

Mais de 33 mil propriedades rurais acreanas já aderiram ao Cadastro Ambiental Rural (CAR), mas a meta do governo do Estado é garantir a inscrição de 40 mil pequenos produtores. Para otimizar o acesso dos imóveis que ainda não fizeram o cadastro, a Secretaria de Meio Ambiente (Sema) firmou parceria com a  Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof) e a Empresa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) a fim de ampliar o atendimento.

Nesta quarta-feira, 13, e na quinta-feira, 14, técnicos dos escritórios da Seaprof e da Emater participam de um curso de capacitação para inscrever os produtores. Na abertura do curso, a diretora-técnica da Emater, Socorro Ribeiro, frisou a importância de ajudar os produtores. “Nós estamos unindo forças para que os produtores não fiquem sem fazer o cadastro. O CAR garante acesso a diversos programas e benefícios do governo federal”, explicou.

“Essa turma de técnicos conhece a realidade dos imóveis rurais de cada município, e isso certamente vai facilitar o atendimento aos produtores que precisam fazer o CAR”, destacou Ademir de Almeida, gerente do Departamento de Remuneração e Serviços Ambientais da Seaprof.

O atendimento do CAR, nos escritórios do interior, deve começar no dia 3 de fevereiro. Para fazer a inscrição, os produtores precisam apresentar RG, CPF e qualquer documento da propriedade. A inscrição é gratuita para imóveis com até quatro módulos fiscais e pode ser feita até o dia 4 de maio.

Próxima fase

O governo já começa a se preparar para realização do Programa de Regularização Ambiental (PRA) no Acre, discutindo os parâmetros que serão utilizados e a metodologia de restauração florestal que será aplicada.


Para o secretário-adjunto de Meio Ambiente, João Paulo Mastrangelo, a parceria será importante também para realização do PRA. “Já se trata de uma preparação para o pós-CAR, que será o processo de regularização ambiental dessas propriedades inscritas. O contato e a experiência desses profissionais vai otimizar o trabalho”, disse.
fonte agencia de noticias do Acre