Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Processo seletivo UNIP-Acrelândia

Processo seletivo UNIP-Acrelândia
,

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

Policia Civil inocenta vereador do PT acusado de estupro

O delegado de Polícia Civil do município de Tarauacá, José Obetânio, agiu rápido para esclarecer o suposto estupro contra uma adolescente envolvendo o nome do vereador Lulu Neri, do PT. Após retornar de férias e tomar conhecimento do caso que tomou eco em toda a pequena cidade, como garantiu ao ac24horas em entrevista nesta segunda-feira, 26, Obetânio abriu investigação, chamou a suposta vítima, os envolvidos no caso, tomou depoimento e esclareceu não ter ocorrido nenhuma violência.

Ainda de acordo o delegado, “a imprensa cumpriu o seu papel em pedir esclarecimentos e a Policia Civil fez a sua parte em procurar elucidar o suposto caso de maneira rápida para evitar maiores danos”.

“Deixei ainda claro para as partes que, ocorrendo qualquer fato novo como relação esse caso a Polícia não vai deixar de investigar”, acrescentou Obetânio.

O Delegado mandou fazer um exame de corpo delito da suposta vítima e assegurou que preliminarmente não houve estupro. O nome da adolescente e da família foi preservado. Pela manhã, o Conselho Tutelar do munícipio já havia confirmado que a Policia Civil estava tomando os depoimento das partes envolvidas e que o Colegiado seria acionado em caso de confirmação do delito.

Nota de esclarecimento – Em nota de esclarecimento enviada à redação no início da tarde de hoje (28), o vereador Lulu Neri afirmou que o caso abalou a sua vida e da família. Ele disse não saber “as razões com que as pessoas criassem uma história tão mentirosa como essa”, escreveu.

Afirmou ainda que todas essas ilações associando os boatos à questões políticas têm objetivos claros de atingir a sua pessoa e o partido dos trabalhadores, “já que estamos num ano de disputa eleitoral”, acrescentou. Lulu vai buscar na justiça o direito de responsabilizar juridicamente todos os responsáveis por causarem transtornos em sua vida.

NOTA DE ESCLARECIMENTO DO VEREADOR LULU NERI

A respeito da matéria publicada no site de notícias AC24Horas, no dia 26 de janeiro de 2016, assinada pelo jornalista Jairo Carioca, com o título Vereador do PT é acusado de estuprar adolescente, que trata de um suposto envolvimento da minha pessoa com uma menor, venho publicamente esclarecer o seguinte:

1-) Sinceramente isso abalou minha vida, da minha família e das pessoas da minha convivência e não se sabe as razões que fizeram com que as pessoas criassem uma história tão mentirosa como essa;

2-) Um boato que tomou uma dimensão sem precedentes depois que virou notícia no referido site e que deixou toda minha família na lama e atingiu profundamente minha moral de pai de família e de homem público;
3-) Considero que a notícia foi publicada de forma irresponsável sem a devida avaliação de sua veracidade como manda o bom jornalismo;

4-) Não houve, não há e nem haverá denúncia em delegacia ou conselho tutelar contra minha pessoa, muito menos mandado de prisão sobre esse ou qualquer outro tipo de crime como foi infelizmente noticiado pelo jornalista;

5-) Mesmo assim me coloquei a disposição da polícia e do poder judiciário para que não pairassem dúvidas sobre minha conduta;

6-) Na manhã desta quarta-feira, 27 de janeiro, os pais da garota em questão se apresentaram na delegacia juntamente com a garota para conversar com o Delegado José Obetânio e com riqueza de detalhes contaram que a mesma não foi violentada sexualmente e nem sofreu qualquer tipo de ameaça;

7-) Para se certificar o Delegado pediu que fosse realizado, na tarde desta quarta-feira, na maternidade local, um exame de conjunção carnal que comprovou que a menina não foi violentada sexualmente e não teve relação sexual recentemente. Com isso não há investigação em curso contra minha pessoa;

8 -) Na manhã desta quinta-feira, 28 de janeiro, o conceituado Delegado José Obetânio, em entrevista a uma rádio local, falou sobre o caso e disse que pelo que polícia apurou, tudo não passou de boatos e especulações .

9-) Todas essas ilações associando os boatos à questões políticas têm objetivos claros de atingir a minha pessoa e o partido dos trabalhadores, já que estamos num ano de disputa eleitoral;

10-) Diante de tuto isso vou me reservar a buscar na justiça o direito de responsabilizar juridicamente todos os responsáveis por causarem esses transtornos na minha vida somente por questões políticas;

11-) Por fim, peço que a população de Tarauacá compreenda que não se pode julgar e condenar uma pessoa sem antes garantir que ela
fonte Ac24horas