Geral

[Geral][bleft]

Política

[Política][bsummary]

Polícia

[Polícia][bleft]

Publicidade

“Eu acho que logo será feito justiça com o nome do Tião”, diz Jorge Viana ao defender o irmão

O senador Jorge Viana saiu em defesa do seu irmão, o governador Sebastião Viana, que nesta semana foi notícia no jornal O Globo, na coluna do jornalista Lauro Jardim. O  colunista havia informado que o delegado da Polícia Federal, Felipe Alcântara de Barros Leal, quer ouvir o governador do Acre, colher outro depoimento de Paulo Roberto Costa e tentar entender se há algum laço entre Viana e o Labogen, o laboratório de Leonardo Meirelles.  Porém, nesta sexta-feira, o mesmo colunista informa que o Ministério Público não deve concordar com a prorrogação de inquérito do governador Sebastião Viana na Lava-Jato. A Procuradoria-Geral da República achou um tanto exagerada a desconfiança da Polícia Federal em relação a  Viana e ao laboratório Labogen.
“Eu acho que o Lauro Jardim deu uma grande barrigada querendo ampliar as denúncias do Tião e hoje ele mesmo tá desdizendo ele mesmo. No caso do Tião eu tenho  muita fé que justiça será feita e vai ficar provado que o Tião não tem nada ver absolutamente com Lava Jato. Mas agora a cautela é esperar a Justiça. Eu acredito que logo, logo será feita justiça e o nome do Tião estará longe disso. Mas o prudente é esperar o resultado da Justiça. Tá na mão da Justiça”, disse o senador.

Jorge Viana voltou dizer que a Lava Jato tem dado uma importante contribuição para o país, mas infelizmente vem sendo usada para o enfrentamento político e a condenação antecipada de pessoas ainda investigadas.


“Eu particularmente acho que Lava Jato se não tiver excessos pode ajudar o Brasil a ficar melhor. O problema é que ela tem o risco de ser usada no enfrentamento político.”